sexta-feira, 23 de novembro de 2007

Descoberta

Descobri um sentimento ,
que tanto tempo permanecia
Só que eu esqueci de me avisar
e agora questiono o porquê.
Descobri uma vida,
que tanto tempo não vivia
Só que eu esqueci de me avisar
e agora não me falta ar.
Descobri questões,
e por muito tempo implorava perdão
Só que você esqueceu de me avisar
que o amor tinha um vão.
Descobri um mundo,
que tanto tempo estava surdo
Só que eu esqueci de me avisar
e agora estou lúcido.
Descobri uma melodia,
que tanto tempo se repetia
Só que eu esqueci de me avisar
e agora consigo cantar.
Descobri uma palavra,
que tanto tempo era mentira
Só que eu esqueci de me avisar
e agora consigo soletrar.
Descobri uma força,
que tanto tempo era reprimida
Só que eu esqueci de me avisar
e agora só consigo caminhar.
Descobri um alguem,
que tanto tempo não reconhecia
Só que eu esqueci de me avisar
e agora é uma vida,
a minha.

quinta-feira, 22 de novembro de 2007

Armário


No meu mundo as pessoas podem ir,podem ficar.Não há vitorias,não há mentiras.Deixei palavras no meu ármario onde eu nunca tive a chave,está trancado,está enferrujado. Como passageira,posso enxergar o degradê das nuvens no fim da tarde.Meu corpo balança conforme as vibrações sonoras da bolha uniforme e colorida que estou vivendo. Mas ainda,eu não consigo dormir. As árvores se expressam corporalmente , isso me lembra andar na praia de mãos dadas,fugir da água gelada,sorrir para o nada,ou talvez,para minha antiga amada. Meu espaço é infinito,não consigo achar o fim,é um cachecol com linhas imensas cheias de bolinhas do sentimento oculto. Mas ainda,eu não consigo dormir. Agora,os dias passados estão recolhendo seus pedaços esparramados por aí. Mas ainda,não posso falar. Mas ainda,não posso dormir.Eu tento alcançar pegadas que foram deixadas especialmente para mim. Mensagens atravessam minha mente,tão rapido,se transformam em vultos brancos. Não consigo ler mas sinto os significados,eles denotam meu ponto de vista. Minha consciencia não consegue falar,não consegue falar. Mas agora,posso dormir e sonhar. O sol ainda está lá,e um dia,vou chegar.

quinta-feira, 8 de novembro de 2007

Caminhada


Passo em frente daquela igreja e faço o sinal da cruz,olho para o lado e só vejo o seu vulto dando risada meia-lua. O bosque me espera,mas dessa vez,com meus prórpios passos,sento naquela grama,e vejo um carro estacionado com duas pessoas dentro trocando cartas e juras de amor.
Ela dizia: Você que namorar comigo?
Ela respondia: Você tem alguma duvida?
As lagrimas escorriam pela janela. A saudade já invadia...Os passos continuam..em um retangulo de cimento,olho para um lado e para o outro,vejo um casal que se amava,debaixo de chuva,debaixo de sol,12 horas ou 4 horas,o tempo passava e ninguem os achava.
Meia-volta.Ando,caminho,caminho,caminho e o cenário parece não mudar. Será que um dia vai mudar?Sento em uma mesa de bar,elas se olham,cantando dona da minha cabeça,você é linda demais.
Ela fala : Traz o cardápio e um hollywood menta.
Ela fala: Vai fumar mais?
Ela pede: Toca aquela do leãozinho.
Levanto..os passos fluem...Aperto o 2,uma cesta de café da manhã e um cd escrito Feliz Aniversário permanece na porta. Apesar do apartamento ser 24,me lembra dia 21.
Sento,porque estou cansando...deveria ter nadado para me preparar para isso.Desço o elevador.Várias amigas e ela.
Ela dizia: Estou livre.
O céu se fechava,a chuva caía.Ninguem sabe,mas ela está sempre em sintonia,se chove é porque choras.Caminho para seus pensamentos,me perco neles...
Será que me perco propositalmente?
Ela dizia: Vá.
Ela respondia: Mas quero ficar.
Ela dizia: Mas Vá.
Ela não respondia mais nada,se ajoelhava e esperava o dia acabar.Rezas e promessas fazem parte do seu dia-a-dia.
Ela pedia: Faça ela voltar.
Ele respondia: Será?
Eu admirava a força do tentar,do se arrepender mas sabia que era tarde demais para isso.
Ela chorava e falava: Eu ainda te sinto.
Ela respondia: Eu também sinto....eu sinto muito.
Ela soluçava: Eu te amo .
Ela olhava e pensava: que horas são...meus amigos estão me esperando. Mas falava: Fica calma,tudo vai passar.

Mas ela não sabe que seus pensamentos são falados e não pensados.

Eu só dizia : Estou perdida.

Ele ria

Mas ela continuou a caminhada...
depois de um tempo,ela olhava para o céu e nada a invadia,o que a completava,não existia.
Então ela disse: Estava perdida,estava escondida,estava sem saída.
O céu se abria e as estrelas surgiam.
Ela dizia: Eu já sabia.

Sepia

video

We used to drink a cup of coffee.

We used to hold eachother.

We used to sit and smile.

We used to imagine future.

Now you are bigger than me.

Now we are in sepia mode.

Go..

fill you with food

fill me with garbage

bye.

Tinta fresca


Onde estavam as pegadas que deixei no travesseiro de pluma de ganso enquanto nossas cambalhotas falavam da vida alheia? O verde começou a me seduzir quando comecei a sentir um vazio dentro da pálpebra esquerda.Não enxergava a imagem que sempre esteve na minha frente. Que estranho... como pode uma imagem colada com super bonder se descolar e voar para um banco de praça com tinta fresca e uma placa dizendo : Cuidado...tinha fresca?
Aquele furo escuro no teto nasceu de novo,e de novo está me sugando......Peço para ele me sugar,mas ao mesmo tempo peço para ele não me sugar. Porque tenho a certeza que quando entrar,eu vou sumir. Estou sumindo...Mas sumindo e aparecendo para um novo público.Adoro público..mas hoje em dia não conseguiria fazer melodias para esse novo público,se aquela cadeira que sempre foi preenchida está vazia. Durante anos,nunca percebi sua cor,talvez porque o que preenchia me enchia os olhos,não tinha espaço para mais nada. Ela é azul.Os movimentos do meu corpo valem mais do que traços estagnados.O nanquim do seu rosto não existe mais...não porque um dia você pediu..mas porque eu realmente quis.Carregue sempre um guarda-chuva com você,porque tenho certeza que um dia no seu mundo vai chover.